O MAR

O mar dos Açores tem uma magia única, que quando descoberta, ficamos completamente apaixonados. É este mar imenso com que nascemos e vivemos, que nos isola, mas que ao mesmo tempo nos liga a todo o mundo. Só quem é ilhéu ou açoriano de coração vai perceber este sentimento.

Eu passei os primeiros anos da minha vida junto ao mar. Tenho belas recordações desse tempo, especialmente do cheiro a maresia, aquele cheiro intenso da maré vazante. Passados 35 anos volto a viver perto dele, e tenho-vos a dizer que estou rendida, completamente fascinada pelos bons momentos que tenho vivido.

São Mateus é uma zona muito especial, da ilha Terceira, é uma terra de gente genuína e simples, que nos faz sentir que ali é o nosso lugar, e é de facto o meu lugar! É uma freguesia piscatória com gentes com vidas duras que tiram do mar o sustento, que merecem o nosso maior respeito e carinho.

Este reencontro com o mar tem-nos proporcionado momentos ímpares, perfeitos, que nos unem à natureza que nos ensinam que a simplicidade com que se vive aqui é a FELICIDADE.

O passado sábado foi disso exemplo, um dia passado com bons amigos, todos eles com uma paixão enorme pelo mar. Foi um dia perfeito, aos nossos olhos. Somos sem dúvida uns privilegiados por vivermos neste cantinho do céu e de podermos experienciar o que de bom a vida tem para nos dar. Ter tido a oportunidade de partilhar este mar com os golfinhos foi de facto a cereja no topo do bolo.

Estou de alma cheia e grata pela vida que tenho!

 

 

Visita ao Centro de Interpretação da Serra de Santa Bárbara

 

Hoje foi dia de ir visitar o Centro de Interpretação da Serra de Santa Bárbara. Mais um espaço excelente a visitar, por locais e turistas, na Ilha Terceira.

Localiza-se no interior da ilha, a 3,5 km da freguesia de Santa Bárbara, muito próximo da subida à serra.

Lá foi explicado, ao longo da visita, por técnicos especializados,  o processo de formação e evolução geomorfológica da ilha e a sua relação com as áreas de elevado interesse em termos de bio e geodiversidade existente.

Visualizamos uma exposição permanente onde tivemos uma melhor compreensão do valiosíssimo património natural do Parque Natural da Terceira.

A estrutura lá existente dispõe de um ponto de venda, onde fizemos uma pausa para beber um chá, e onde, quem quiser, poderá adquirir produtos relacionados com a temática ambiental.

O dia, hoje, está particularmente frio, e acabamos por usufruir do espaço de convívio onde estava a lareira acesa! 🙂 Simplesmente maravilhoso. Super agradável. Para não falar da magnifica vista que o Centro Interpretativo possui, e onde nos dias claros é possível, certamente, avistar as ilhas de São Jorge e Pico.

Amanhã, sábado estará aberto das 14h às 17h30! 😉

Façam-lhes um visita! Vão adorar.

 

 

PICO, a ilha que nasce do mar e toca nas nuvens.

Com as noticias que têm saído nos últimos dias sobre o facto de ter nevado na ilha do Pico, vieram-me à memoria bons momentos que vivi na ilha montanha. Gosto imenso do Pico, pela sua grandeza e imponência. É a ilha que nasce no mar e toca nas nuvens. Sempre que lá vou sou super bem recebida, adoro as suas gentes, e temos sempre o que fazer, ora nos viramos para as actividades de montanha, ora nos viramos para as actividades de mar! É uma ilha mítica. Tenho sempre a impressão que só lá consigo parar, é onde tenho a oportunidade de dar tempo ao tempo. É uma sensação maravilhosa.

Adoro o seu casario, este é muito particular, com os seus blocos de lava preta, espalhado ao longo da costa. Gosto de ver o contraste entre o preto da lava e o vermelho das portas e janelas. E a longa extensão de curraletas, utilizadas para proteger a vinha, feitas das rochas basálticas?! É de cortar a respiração. O contraste entre os verdes da vinha e a pedra preta da lava é fantástico, toda esta zona é classificada Património Mundial da UNESCO.

Sabiam que o vinho verdelho do Pico, que chegou a estar presente nas mesas de reis e czares, continua a ser produzido?! Pois é…aliás o Pico é conhecido pelos seus óptimos vinhos!

Os empreendimentos turísticos que lá têm sido feitos surpreendem-nos pelo seu fantástico enquadramento na paisagem e pelo seu bom gosto. Para não falarmos na gastronomia que por lá se faz que é de “rapar o prato”.

Este ano está prometida uma viagem com os miúdos ao Pico, até porque eu e o Pedro temos (a intenção, esperemos que vá alem disso!!!) de “conquistar” a montanha mais alta de portugal :), e de conhecer algumas coisas que ainda não tivemos a oportunidade de conhecer, como por exemplo o Cella Bar.

Chega-te verão, que queremos viajar 🙂

Beijos e Abraços dos Açores!

Foto Montanha do Pico: Rádio Lumena

A Ilha sempre em Festa!

Pois é meus amigos, viver na ilha Terceira é esta maravilha. Nós bem que tentamos descansar um bocadinho, mas não dá!! É uma ilha sempre em festa.

Estamos a uns diazitos de começar novamente a assistir ao maior encontro de teatro popular (em língua portuguesa) que se faz em todo o mundo (não estou a brincar!!!), repito em todo o mundoooo.

São três dias de Carnaval, onde saem à rua dezenas de grupos com as suas danças ou bailinhos, compostos por centenas de pessoas, que participam como actores, figurantes ou músicos, que percorrem as varias sociedades recreativas, os teatros e os auditórios da ilha, movimentado e mobilizando milhares de pessoas que adoram assistir a esta manifestação cultural. Os enredos, escritos por poetas populares, contam as mais variadas histórias, fazendo rir ou chorar as plateias de gente que não arredam pé, do Domingo Gordo à terça-feira de Carnaval.

Peculiar, diferente, genuíno são algumas das palavras que retratam este fenómeno tipicamente terceirense, mas descreve-lo não faz justiça a quem o consegue vivenciar. Cada vez mais são aqueles que nos visitam para passar esta quadra. Se não conhecem, passem a conhecer. A festa é garantida, saibam entrosar-se com a população local.

Obrigada aos meus queridos amigos do “Bailinho dos Rapazes das Doze Ribeiras”, na pessoa do Frederico Madeira, que gentilmente me cederam as fotos.

 

 

 

Ignae, marca açoriana de cosmética

mw-680

 

Como Açoriana sinto-me super orgulhosa quando encontro algo nosso que prima pela qualidade e pela diferenciação.

Conhecem a Ignae?!!

A Ignae é uma linha de cosmética, anti-envelhecimento, composta por ingredientes 100% açorianos, de elevado grau de pureza, que nascem das condições naturais únicas das nossas ilhas.

Para quem possa ter interesse e queira obter mais informações vejam o site:

http://ignae-skincare.com/pt/

 

Quinta dos Açores, Saber Fazer Natural

Para quem nunca visitou a ilha Terceira, aqui fica uma nota de um espaço a visitar, A QUINTA DOS AÇORES!

É rara a semana que não passamos na Quinta dos Açores, e pelos miúdos passávamos lá todos os dias a visitar a vaquinha Quieta (mascote da Quinta)!!! Adoram visitá-la, adoram o espaço destinado às suas brincadeiras e principalmente adoram os gelados, com sabores únicos. 🙂

Nós, os mais crescidos, também gostamos imenso de lá ir, pela comida deliciosa, pelo mercado da quinta, com os seus produtos frescos e de origem açoriana, o seu artesanato, bem como pelo talho com as suas carnes sempre frescas. É um espaço único que consegue congregar imensas valências num só edifício.

Este é um espaço que nasceu e cresceu do sonho de uma família, e tem-se tornado num ponto de passagem de muitas pessoas, e principalmente de muitas famílias!

E a vista que de lá se tem sobre a cidade de Angra do Heroísmo?! Deixo-vos a foto….é uma pintura viva. 🙂

 

IMG_2046IMG_2047

 

BOM ANO NOVO!!!

ano-novo-2018-1217-1400x800-760x400

Bom Anooooo!!! Bom Anooo para todos, com muita SAÚDE e PAZ!! É o que vos desejo do fundo do coração. 🙂

Tenho que começar este post de Novo Ano agradecendo as vossas mensagens de Natal, e de incentivo em relação ao blog. Quanto a este não tem sido nada fácil, tendo em conta o tempo que me resta entre família, férias, casa, trabalho, (isto é bem mais complicado do que eu pensava :)), mas está claro que faz parte das minhas resoluções de ano novo manter bem activo este meu projecto do coração. Vamos lá então continuar esta viagem.

Obrigada pelo vosso carinho!

 

 

 

 

 

Como são os Açores?!

 

Esta é uma pergunta que me fazem com alguma regularidade, principalmente os amigos do continente, à qual respondo sempre dizendo que vivem ao lado do paraíso e não o conhecem!

Obviamente que sou suspeita, mas acreditem que é a mais pura das verdades. Os Açores são um PARAÍSO.

Mas sempre que me pedem para os descrever ou para destacar algo que distingue as ilhas (muitooooo genericamente) é assim que o faço:

São Miguel é a ilha mais exuberante de todas as ilhas, em termos de paisagem, tudo lá é enorme, Santa Maria é a única ilha que possui areia branca nas suas praias, a Terceira é a ilha mais cultural do arquipélago e a mais rica em história, a Graciosa uma pequena grande ilha para se fazer pesca submarina, São Jorge é especial pelas suas fajãs únicas, pela sua gastronomia e pela sua amabilidade, o Pico é a ilha montanha, a montanha mais alta de Portugal, é uma ilha requintada nos seus gostos, o Faial a ilha mais internacional do arquipélago, recebe velejadores de todo o mundo, as Flores é um jardim enorme, com as suas lindas cascatas e o Corvo gosto de lhe chamar o nosso resort particular, pela sua dimensão.

Somos nove ilhas, divididas em três grupos geográficos Oriental, Central e Ocidental,  temos cerca de 246 772 pessoas que aqui vivem e estamos a uma distância de 1 600 km do continente europeu, e a 2 454 km do continente norte-americano.

Para quem estiver a pensar marcar umas férias aos Açores existe um site obrigatório a visitar: www.visitazores.com

E se precisarem de alguma ajuda, entrem em contacto comigo! 😊

Beijos & Abraços!

 

Foto: António Luís Campos

 

 

PRIMEIRO POST DO MEU BLOG

DSC00246 (2)Hoje, como forma de comemorar os meus 40 anos, nada melhor como entrar nos “entas” com um novo projecto, o meu primeiro blog!

Para quem não me conhece, o meu nome é Verónica, sou casada com o Pedro, tenho dois filhos (lindos), o Francisco Maria e a Maria Isabel, e considero-me uma apaixonada pelos Açores.

Follow Azores é um blog sobre estas nove ilhas maravilhosas, situadas no coração do oceano Atlântico, e tem por objectivo dar a conhecer, como habitante e do meu ponto de vista, o melhor que os Açores e os açorianos têm para oferecer a quem nos queira visitar. Os lugares, as actividades e os roteiros que podem fazer, a gastronomia, as tradições e a nossa cultura tão rica, entre muitas outras coisas.

Neste primeiro post não quero deixar de agradecer a todas as pessoas que me apoiam e acreditam nos meus sonhos que se transformam em projectos, em especial ao António Araújo, grande fotografo, designer, e também ele um amante dos Açores, que gentilmente me cedeu a foto que compõe a capa deste blog. Vejam por favor o seu trabalho em http://www.antonioaraujo.pt. Também um agradecimento MUITO especial ao Pedro, meu companheiro de projectos e de vida, à minha irmã Mónica, pelo seu sentido critico, e ao meu cunhado André, por me aturar com os meus problemas/devaneios informáticos.

Finalmente, dedicar este projecto aos meus pais (na foto), que me deram a vida, em particular ao meu PAI que sempre me incentivou a escrever, e que durante muitos anos leu e ouviu o bom e o menos bom que escrevi.

Que comece esta (GRANDE, espero eu!!!) viagem…

 

Foto: Mónica Bettencourt